Dos tiques autoritários ao mau serviço à população

Na 6ªfeira, dia 19 de Setembro estive presente na Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro que decorreu no Pinhal do General.

Sendo que não há nem pode haver assunto demasiado grande ou demasiado pequeno, não posso deixar de destacar o grupo de concessionários de espaços comerciais no mercado municipal de Fernão Ferro, que ali se deslocaram para formalizar o pedido à Assembleia para a manutenção da máquina ATM/Multibanco no edifício, e para discutirem o tema.


É óbvio que num local de comércio a mais-valia deste equipamento é inegável, acrescido a este facto temos o baixo número de máquinas ATM nos limites da freguesia.

Ora se a preocupação e reivindicação além de óbvias me parecem plenamente justificáveis; não posso deixar de referir que fiquei chocado com a atitude do Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Fernão Ferro, que pelos relatos, aquando da 1ª tentativa de contacto dos interessados, no sentido de falarem das suas preocupações e da necessidade da manutenção do equipamento (antes da referida Assembleia de Freguesia), terá respondido ou mandado responder que a decisão estava tomada.
(!??!?!?!?!?!)

Saúde-se o sangue frio e perseverança dos concessionários que ao verem o seu ganha-pão a ser afetado se deslocaram à Assembleia, onde os restantes partidos foram mostrando as suas posições e solidariedades.

Vamos pensar um pouco no tema?
As preocupações de segurança são de acautelar, mas pensemos: os casos de vandalismo que (infelizmente e também tristemente) vamos vendo não precisam de  motivo (ou neste caso máquina ATM) para acontecer. Os riscos de roubo são reduzidos se for aplicado, por exemplo, o sistema de segurança que leva a manchar as notas de tinta, inutilizando-as em caso de tentativa de roubo. Além disso, podemos sempre pensar na contratação de um seguro, ou até na possibilidade em contratar serviços de segurança/vigilância para o espaço…Vale (e valia) a pena estudar o tema. 
Das vontades geradas na assembleia resultou um grupo para dialogar com a Câmara, e, com agrado refiro que agora, com a ajuda da CMS, a ATM vai ser mantida.

Agora, que o mais importante se garantiu e os concessionários poderão ficar mais descansados, será de pensar:
  • O manter ou retirar da máquina ATM não justificariam o cuidado do Sr. Presidente da Junta de Freguesia em falar com a CMS antes de qualquer decisão precipitada?
  • E a postura com os concessionários…? Não mereciam eles mais consideração e uma posição de maior abertura do seu presidente de Junta? 

Os tiques autoritários dispensam-se...

2 comentários:

Luis Pedro Gonçalves disse...

Notícia no DN:
"
Presidente da junta de Fernão Ferro quer ser tratado por "senhor presidente"
"
em:
http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4173554

Anónimo disse...

O Senhor Presidente Carlos Reis tinha perfeito conhecimento de que a ATM instalada no Mercado Municipal de Fernão Ferro a pedido dos anteriores executivos, que é tecnicamente caraterizada por anti-vandalismo, estrutura à prova de vandalismo, nais pesada,equipada com dispositivo de manchamento das notas, instalada num local cercado de paredes em betão e instalações com sistema de alarme em todo o edifício.
A ATM do Mercado foi e é uma justa reinvindicação dos comerciantes e utentes como foi provada pelo elevado número que assinaram a petição entregue na Assembleia Municipal
O PS está atento às veleidades deste Senhor Presidente.

Enviar um comentário